segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Espaço em branco.

O tempo apesar de ser o maior amigo, é o mais implacável também.
Enquanto a gente pára pra pensar,  mais um dia passa.
E mais você perde. Ou deixa de ganhar.
Perde pra viver ao lado de quem você quer mas não sabe se deve.
Perde por não saber dizer que sente muito por alguma atitude.
Perde por não saber tomar atitudes ou por tomá-las sem pensar.
Até aí, tudo bem.
Mas não dá pra perder tempo, não indo pra direção certa ou tentando
se redimir por não ter coragem.
Mais um dia  que a gente de distancia, se torna ausente.
Não dá para esperar a mudança de ideia, de comportamento, de approach, de vontade. 
Cada dia ausente é um passo pra mais longe.
Na direção oposta, e quase não tem volta.
Uma semana longe de quem te quer, pode ter sido a semana mais difícil da vida dessa pessoa.
A semana que ela mais precisou de alguém,falar, conversar.
Ou foi a semana mais foda da qual ela já teve notícia.
E você poderia ter compartilhado com ela, mas estava indeciso deixando os dias passando.
E depois pra recuperar, não recupera.
Não dá pra retomar.
Não dá.
Cada dia, menos um dia.
A empolgação passa.
A espera acaba. E você se torna apenas mais um.
Menos um.
O que resta é um espaço em branco.
O qual você e só você, pode preencher, caso já não tenha esperado demais pra
começar.


Aline Vallim.







E o seu maior medo, qual é?

Não existe o amanhã. Não existe o depois de amanhã, não existe o depois e tampouco os seus planos para o futuro. Não existe futuro. A gent...